O Mistério das Conchas


Foto: Apoena Medeiros

Superstições

Búzio

O búzio é um caramujo que vive no fundo do mar. O nome vem de buzina, pois era tocado para chamar o vento e para atrair os fregueses para a venda do peixe.

No nordeste do país, o búzio é usado para escorar portas e acreditam que avisam da má sorte. Em algumas regiões brasileiras são pendurados no pescoço das crianças para ajudar na dentição. Os pescadores recolhem os búzios para fazer cal de suas cascas. Ricas em magnésio, ferro, cálcio e cobre, eles têm  vários usos  na farmacologia.

Carmen Guimarães conta que uma turista, ouvindo a história de que as estrelas-do-mar eram colocadas atrás das portas para dar sorte, comprou-lhe todo o estoque. Curiosa, Da. Carmen lhe pergunta se ia revender, e a freguesa responde que não, ”Vou colocar todas elas atrás da porta da sala”.

O embaixador Osvaldo Orico registra que outrora era comum adornar as salas com vistosas conchas de caracol. Era sintoma de bom gosto possuir sobre os consoles aquelas espécies coloridas que a ciência batizou com apelidos arrevezados. As crianças vinham ouvir, no côncavo do búzio, se a maré estava na enchente ou na vazante. A moda passou, e as famílias retiraram de suas salas os rosados caracóis. A transição foi rápida, porque espalhou-se a lenda de que objetos tirados do mar davam azar.

Osvaldo Orico - Embaixador, escritor, folclorista, membro da Academia Brasileira de Letras O trecho presente foi extraído do livro “Vocabulário de Crendices Amazônicas” - Cia. Editora Nacional. Rio de Janeiro, 1937.