Meio Ambiente


Foto: Apoena Medeiros

“A Cidade das Conchas”

Piúma é nacionalmente conhecida como a Cidade das Conchas, por causa da diversidade de espécies de conchas tropicais e subtropicais que ali abundam, resultado das imensas populações de moluscos que se adaptaram a essa região.

Essa grande diversidade se dá pelo encontro de duas correntes marítmas que ocorre nessa região: a Corrente das Malvinas, de águas frias, que vem do sul, e a Corrente do Brasil, de águas quentes, que vem do norte (1). Esse fenômeno permite que muitas espécies encontrem nesta região o seu habitat ideal, num ambiente de manguezais, recifes vivos e corais de águas calcárias.

Também na região de Piúma, as ilhas do Gambá, do Meio e dos Cabritos, refúgios de aves e espécies marinhas, foram tombadas em março de 1986 pelo Conselho Estadual de Cultura. Essa medida resultou de um abaixoassinado da comunidade, exigindo a medida. Isso vem comprovar que a população, sendo a principal interessada, deve tomar a dianteira na preservação do meio ambiente, dessa forma garantindo que se mantenha na região e dela possa tirar sua subsistência.

(1) The Malvinas Current - Joanna Gyory, Arthur J. Mariano, Edward H. Ryan.
The Brazil Current - Barbie Bischof, Elizabeth Rowe, Arthur J. Mariano, Edward H. Ryan. http://oceancurrents.rsmas.miami.edu/index.html