O Começo


Foto: Apoena Medeiros

Descobrindo o Mundo Encantado das Conchas

Na década de 80, então recém-contratada pela Universidade Federal do Espírito Santo, Ufes, passando meus verões na orla capixaba, chamaram minha atenção a grande quantidade e a beleza dos colares de conchas vendidos nas praias da região sul. De Guarapari a Marataízes, a abundância e o estilo eram os mesmos. Era comum observar-se nas varandas ou portas das casas várias mulheres, jovens e crianças com bacias cheias de conchas ao colo, diligentemente tecendo colares enquanto punham em dia os assuntos de seu dia a dia.

Começava eu a estudar o artesanato capixaba, e os colares de conchas das praias me intrigaram. Nunca os vira nas praias do norte; por que havia tantos nessa região?

Curiosa, pergunto a uns e outros, e descubro que os colares, em sua maioria, vinham de Piúma, onde a fartura da matéria prima propiciou o desenvolvimento desse artesanato único no estado. Assim começaram meus quase 30 anos de pesquisas nessa pitoresca região, mergulhando nesse mundo encantado para descobrir quem eram os artesãos dedicados a essa arte, onde a matéria prima
era adquirida, quem vendia os produtos, e onde, quem foram os pioneiros dessa manifestação de arte popular...

Capa09Essas pesquisas deram origem à publicação do livro “O Mundo Encantado das Conchas” (1), em 1981, ilustrado pelo fotógrafo Rogério Medeiros.

Em 2006, revisito a região com uma equipe de estudiosos e artistas, numa reavaliação do artesanato de conchas. Os resultados foram registrados numa exposição fotográfica, em Vitória (2006) (2), mostrando trabalhos do fotógrafo Apoena Medeiros, em um segundo livro, em 2009, e nesse sítio eletrônico.

Mantive em todos o título original, por considerar que reflete perfeitamente esse mundo encantado, onde as conchas renascem e se transformam em objetos de rara beleza, beneficiando tantas vidas.

Adelzira Madeira

(1) Reproarte Editora, Rio de Janeiro, 1981.

(2) Exposição: O mundo Encantado das Conchas. Ensaio fotográfico de Apoena Medeiros. Salão da Assembleia Legislativa do Espírito Santo. Patrocínio da Secretaria do Estado da Cultura, Governo do Estado do Espírito Santo.

(3) GSA Editora, Vitória, 2009.